Amor e milhagens: viagens para 7 tipos de casal

viagem para casal

Cair na estrada é tudo de bom, principalmente quando se está em boa companhia. Para o casal que quer sair da rotina, qualquer escapada é bem-vinda: um pulinho no Chile, um mochilão na Ásia ou um passeio na Serra Gaúcha.

Prova disso é o resultado de uma pesquisa feita com nosso cardume: entre os usuários que pretendem viajar nos feriados de 2017, a maioria revelou suas segundas intenções ao optar pela viagem de casal.

Pensando nisso, criamos uma lista de destinos nacionais e internacionais para cada perfil de casal, do hipster ao baladeiro.

Casal gourmet

A primeira providência do casal ao planejar a viagem é checar as dicas de gastronomia local. Já estão pensando nas fotos do Instagram, que vão bombar com comidas típicas, jantares sofisticados, vinhos e bons drinques.

Metrópoles como São Paulo e Buenos Aires oferecem opções irresistíveis de comida contemporânea e multicultural, além de pratos regionais. Se você busca um destino mais tranquilo, a Serra Gaúcha conta com um roteiro gastronômico de inspiração europeia. E se o orçamento permitir, vá direto à fonte e aprecie as deliciosas culinárias da Itália ou da França.

Ecolovers

Para esse casal, viajar significa ir para o meio do mato, fazer trilhas, tomar banho de cachoeira, curtir praias e outras paisagens naturais.

O Brasil é um prato cheio para os aventureiros: em Ilha Grande, o casal encontra praias para todos os gostos, trilhas e passeios de barco; a Chapada dos Veadeiros é uma imersão na natureza preservada, com cânions, rios, cachoeiras e muito verde; Bonito dispensa apresentações, basta jogar no Google e se encantar com as imagens das suas águas cristalinas; no Nordeste, difícil é escolher um destino quando se tem opções como Porto de Galinhas, Maragogi, Jericoacoara, entre muitas outras.

Parceiros no crime

Topam qualquer programa (até furada), o importante é estar na rua. Mal chegaram e já querem saber onde os moradores locais se divertem, as melhores festas, boates etc.

Para os casais baladeiros (farra não é privilégio dos solteiros, afinal), a dica é curtir os bares e boates em Búzios, com uma praia no dia seguinte. No Sul, as noites são mais agitadas em Balneário Camboriú e no bairro de Jurerê Internacional, em Florianópolis. Mas se vocês estão pensando em ir mais longe, Nova York, Londres e Barcelona são destinos imperdíveis para quem só pretende parar para dormir (pouco).

Cult-bacaninhas

As viagens são uma imersão sociocultural, registradas em câmeras analógicas e cadernos Moleskine. Os preparativos incluem roteiros de museus e pesquisa histórica – se houver uma referência literária ou cinematográfica, melhor ainda.

As cidades de Tiradentes e Ouro Preto combinam história local, gastronomia mineira e, de quebra, uma cachacinha para os chegados. No exterior, as capitais europeias Berlim, Praga e Budapeste compõem um roteiro com valor histórico, arquitetônico e cultural.

Casal-pechincha

Essa dupla é heavy user de cupons do Peixe Urbano e encontra as melhores oportunidades para se divertir sem estourar o orçamento. A dica é explorar destinos nacionais mais em conta, sem abrir mão de conforto e boas experiências.

A cidade de Caldas Novas está entre as mais visitadas, com suas águas hidrotermais e parques aquáticos. Em Foz do Iguaçu, as Cataratas são uma reserva natural conhecida internacionalmente. Para relaxar ao som do mar, as praias em Porto Seguro e Cabo Frio se destacam no litoral brasileiro, com ótimas opções de pacotes econômicos.

Bons de copo

Unidos por um paladar etílico apurado, esses viajantes buscam novos sabores para se apaixonar. Degustações de vinho, cervejarias artesanais e alambiques estão entre os programas favoritos do casal.

A Serra Gaúcha tem uma “rota cervejeira” de inspiração europeia, complementando o já conhecido roteiro de vinhos. No Sudeste, as cidades de Ouro Preto e Paraty reúnem produtores de cachaça artesanal, enquanto Petrópolis é o berço de grandes cervejarias nacionais. Além das fronteiras, Bélgica e Alemanha guardam algumas das melhores cervejas do mundo.

Casal “de boas”

Para escapar de uma rotina cansativa de trabalho, nada como uma viagem tranquila e uma agenda folgada, sem a “obrigação” de conhecer pontos turísticos e visitar museus. Esse casal prefere curtir uma pousada em um cantinho mais remoto, com sombra, ar puro e água fresca.

Cidades como Visconde de Mauá e Teresópolis são boas opções de fuga, assim como resorts e hotéis-fazendas que oferecem lazer e serviços a poucos passos de distância.


E então, qual tipo de viagem combina com vocês?