Armário-cápsula: dicas para montar um guarda-roupa do desapego

Conheça o armário-cápsula e entenda como o desapego está virando tendência. Confira as dicas para montar o seu!

armário cápsula

Situação #01: Atrasada para o trabalho porque passou mais tempo do que deveria escolhendo um look básico.

Situação #02: Roupas na cama, no chão, na escrivaninha, no armário. Mas você não tem roupa para sair.

Situação #03: Opa, convite de última hora, eventinho especial, mas nada veste bem. Em vez de perder tempo no seu armário, você corre para o shopping e já sai de roupa nova.

Situação #04: O armário está abarrotado, mas você guarda aquela peça que não tem o seu estilo, porque pode aparecer uma ocasião pra ela.

Situação #05: Senta e chora na frente do armário.

Se algum desses cenários pareceu familiar, você não está sozinha. O excesso de roupas nem sempre é solução para a falta do que vestir, pois muitas peças são compradas por impulso e são pouco usadas. Quantas vezes você abriu o armário e não encontrou o que procurava?

Quando se trata de praticidade no dia a dia, devemos confiar na máxima “menos é mais”. Inspiradas nessa ideia, muitas pessoas estão aderindo a uma (não tão) nova tendência: o armário-cápsula.

O que é o armário-cápsula?

A proposta é fazer uma limpa no armário e guardar o mínimo necessário para a estação, algo em torno de 30 a 40 peças neutras e versáteis, que podem ser combinadas de diversas maneiras nos próximos 3 meses.

O conceito foi criado pela britânica Susie Faux na década de 70 e resgatado pela blogueira americana Caroline Rector, do Un-fancy.com, em 2014. Com peças cuidadosamente selecionadas de acordo com a rotina de cada pessoa e a estação do ano, o armário-cápsula garante looks variados, que só dependem da criatividade.

Por onde começar?

O armário-cápsula é composto por um número fixo entre 30 e 40 peças, que devem incluir blusas, calças, vestidos, casacos e sapatos. Essa quantidade não inclui roupas de academia, jóias, acessórios, bolsas, roupas de banho, pijamas, lingerie e aquela calça confortável pra ficar em casa no domingo.

A ideia é usar somente os itens selecionados durante os 3 meses da estação e não comprar peças novas nesse período.

Mas como escolher?

  1. Comece identificando um estilo que combine com você e deixe sua autoestima lá em cima;
  2. Esvazie seu armário e separe as roupas, escolhendo as peças que você ama, as que vestem melhor e têm o seu estilo. Favoreça cores mais neutras, que facilitem as combinações (lembrando que você pode recorrer aos acessórios para criar looks ousados);
  3. Tente aproveitar as peças que você já tem, mas se faltar algum item essencial, vá às compras. Leve em conta a qualidade e durabilidade das peças que comprar;
  4. O que ficar de fora pode ser doado ou guardado em outro compartimento. Se você não sentir falta desses itens nos próximos meses, desapegue!

As orientações são flexíveis, assim como a quantidade de peças. Procure saber sobre a experiência de outras pessoas com o armário-cápsula e encontre mais dicas para se inspirar.

Os benefícios do armário-cápsula

  • Otimização do espaço no seu guarda-roupa
  • Facilidade na hora de compor o look, já que serão poucas peças para escolher
  • Um estilo consistente, com roupas que você adora
  • Maior economia, pois você vai planejar suas aquisições e evitar compras por impulso
  • Consumo consciente e investimento em peças atemporais, de boa qualidade

E já que você está arrumando o seu armário, confira alguns itens essenciais para te ajudar na organização!