7 curiosidades sobre a cachaça

Dia da Cachaça

Cachaça, pinga, cana, caninha… ou mé, como diria o Mussum (Quem lembra?). São vários os nomes dados à aguardente feita no Brasil, que mudam de estado para estado, mas trata-se da mesma bebida. É obtida através da fermentação e destilação do caldo de cana ou do melaço. Ela é um ingrediente fundamental no preparo da caipirinha, também famosa internacionalmente. De tão importante cultural, social e economicamente, a cachaça tem um dia todinho dedicado a ela: 13 de setembro.

Até aí, ok?! Você já sabe! Mas há detalhes que, sem dúvidas, muita gente nem fazia ideia. Confira as curiosidades que nós do Peixe Urbano selecionamos sobre a bebida mais famosa do país:

 

 

1 – Origem da cachaça

Há várias histórias sobre a origem da bebida tipicamente nacional. Mas o que se sabe mesmo é que ela veio lá dos tempos de escravidão no Brasil, por volta de 1532. Cachaça era o nome dado à primeira espuma que subia à superfície do caldo de cana quando fervido. A bebida era dada aos porcos que seriam abatidos ou aos escravos que eram acostumados a tomar uma dose para aguentar o dia de trabalho árduo.

2 – Produção artesanal

Enquanto os senhores de engenho tinham acesso aos refinados drinques e bebidas existentes, os escravos foram incrementando a matéria prima, adicionando ingredientes, filtrando e destilando tudo. Com isso, a partir do século XVII, a cachaça começou a ganhar importância e a ser produzida artesanalmente em alambiques.

3 –  Preconceito com a cachaça

Após a abolição da escravidão, no século XIX, os escravos se tornaram parte da sociedade, e a cachaça artesanal, uma bebida popular. Mas ambos continuavam sendo ignorados pela parcela mais rica. A cachaça só ganhou notoriedade no Brasil, quando a França tentou registrar oportunamente a patente da bebida alcoólica, mas não teve sucesso. A partir disso, os brasileiros deram início à cachaça industrial.

4 – Popularização da cachaça

A cachaça ganhou os bares brasileiros do século XX, dos botecos do interior às tabernas metropolitanas. Foi aí que surgiu a famosa cultura de botequim, unindo diferentes classes sociais nas mesmas mesas para o consumo da cachaça, programa cultuado até hoje pelos brasileiros.

5 – Pode chamar a cachaça de aguardente e vice-versa?

A cachaça é uma aguardente. Mas nem toda aguardente pode ser considerada cachaça. Isso porque para ser denominada cachaça, a bebida deve ter graduação alcoólica de 38% a 48%, a 20 graus Celsius, obtida pela destilação do mosto de cana de açúcar fermentado. Fora dessa definição, ela leva o nome de aguardente de cana. Porém, também há aguardente feita com sementes, raízes, frutas ou cereais.

6 – Parente do rum?

Em alguns países, a cachaça é conhecida como o rum brasileiro, apesar de existirem diferenças na produção das duas bebidas. Elas são feitas de cana de açúcar. No entanto, a cachaça é destilada a partir do caldo de cana fermentado. Já o rum, por sua vez, é destilado a partir do melaço da cana. Entendeu?

7 – Famosos e a cachaça

A bebida típica brasileira também já teve momentos de estrelato. Isso mesmo! Até o astro de Hollywood Jonh Travolta estrelou um comercial para divulgar a marca de uma cachaça do Brasil em 2013.

O astro de Hollywood Jonh Travolta durante comercial de uma cachaça do Brasil em 2013. Foto: Marcos Pinto / Divulgação

Poucos meses antes, a série de comédia norte-americana The Big Band Theory também havia dado uma forcinha na exibição de uma de nossas cachaças:

Cena da série The Big Bang Theory. Foto: Reprodução

Dois anos depois, em 2015, o rapper americano Snopp Dogg foi garoto-propaganda de uma cachaça brasileira nos Estados Unidos:

Snopp Dogg foi garoto-propaganda de uma cachaça brasileira. Foto: Reprodução

Também em 2015, uma cachaça brasileira apareceu em cena em dois episódios do  seriado ‘Two and a half men’:

Cachaça brasileira aparece em ceno no seriado ‘Two and a half men’. Foto: Divulgação

Em 2016, a bebida nacional também de as caras no The Ranch, série da Netflix:

Cena da série The Ranch. Foto: Reprodução

E aí, tem mais de 18 anos e curte uma cachacinha? Então aproveite as ofertas de bares do Peixe Urbano e comemore em grande estilo o Dia Nacional dessa maravilha tipicamente nacional. Mas, não esqueça: aprecie com moderação!

Veja também:

As bebidas típicas de cada região do Brasil