Usar ou não acessórios para compor o look, eis a questão

A resposta para essa pergunta é, na maioria das vezes, sim. São raros os looks que ficam melhores sem acessórios – quando acontece, é aquela roupa toda trabalhada na pedraria ou nos metais, que você guarda pra usar no tapete vermelho.

A cantora Ciara no VMAs 2013. Fonte: Getty Image

 

Nos outros dias, você pode apostar em combinações de acessórios, das mais simples às mais ousadas, para compor looks formais e informais.

Para começar de algum lugar, vamos falar de colares. Se você adora comprar essas peças, mas se perde na hora de combinar, algumas dicas podem ser úteis. Não é um manual do que pode ou não pode, já que os tribunais da moda estão em baixa há tempos. Listamos algumas sugestões para inspirar combinações, mas somos adeptos do livre vestir.

 

Colares e cordões

Quem pode usar?

Todos! Não tem essa de pescoço curto ou comprido, magro demais ou gordinho.

Alguns modelos de colares ressaltam ou disfarçam certos aspectos físicos, de forma que você pode se sentir mais confortável com determinadas peças. Por exemplo:

  • Colares compridos e com pingente conferem um aspecto longilíneo, por isso são muito usados por quem tem pescoço mais grosso e curto.
  • Já os modelos curtos e volumosos caem muito bem em pescoços finos.
  • Maxi colares chamam atenção e encurtam a parte superior do corpo, dando a impressão de menor estatura.
  • Colares longos na altura do decote podem ressaltar seios volumosos. Já as gargantilhas valorizam o colo e chamam a atenção para o rosto.

Com que roupa?

    • Decote V: colares também em V, acompanhando o caimento do decote. Se for um decote aberto, colares delicados e modelos clássicos, que valorizam o colo; para decote fechado, colares grandes e com detalhes, como maxi colares
    • Decote V nas costas: colar longo invertido, com atenção para o tamanho do decote e a proporção do colar
    • Gola barco: colar com o cordão comprido, podendo ir abaixo dos seios
    • Gola U: colar redondo, acompanhando o formato e tamanho da gola
    • Gola de camisa: maxi colar redondo ou em forma de V, com a camisa fechada, por cima da gola
    • Gola alta: colares compridos de pedras, pérolas, contas ou malha de metal, para quebrar a seriedade da gola fechada
    • Decote quadrado: colares curtos, gargantilhas finas
    • Tomara que caia: colar mais curto e justo, colares redondos
    • Decote assimétrico ou um ombro só: dispensa o uso de colares, pois o formato irregular da gola pode brigar com o acessório. Invista em brincos ou pulseiras

 

Fonte: Vila Mulher – UOL

 

Combinando peças

Fique à vontade para combinar colares diferentes, por exemplo, utilizando um comprido e discreto com outro mais volumoso (sem comprometer a visibilidade do primeiro).

Se escolher um maxi colar, evite brincos e outros acessórios muito grandes e chamativos. O ideal é focar em uma peça de destaque, combinando com acessórios mais básicos.

***

O Peixe Urbano tem modelos variados de colares para usar e combinar sem medo de ser feliz!