A nova cara do país (Exame)

Os empresários e executivos brasileiros que representam a dramática evolução do ambiente de negócios nos últimos anos no país e projetam as mudanças que ainda estão por vir

Por Marianna Aragão

Júlio Vasconcellos, fundador e presidente do Peixe Urbano

Júlio Vasconcellos, fundador e presidente do Peixe Urbano

São Paulo – A seguir você conhecerá o perfil de seis empresários e altos executivos brasileiros nascidos a partir da circulação da primeira edição de EXAME, em julho de 1967.

Eles representam o presente — e, quem sabe, parte do futuro — do ambiente empresarial do país. O passado fica refletido nas capas da revista que estava nas bancas na época do nascimento de cada um deles.

Com idade entre 25 e 42 anos, esses homens de negócios são hoje protagonistas de histórias que mostram o apetite crescente de investidores pelo Brasil, o novo patamar de competição das empresas nacionais, o avanço do empreendedorismo e a busca pela inovação.

A carreira que eles construíram ajuda não apenas a entender as mudanças sofridas pelo país ao longo das últimas quatro décadas como também a projetar as mudanças do capitalismo brasileiro para os próximos anos.

Júlio Vasconcellos, fundador e presidente do Peixe Urbano

Nascimento: 22/12/1980

Após a crise financeira mundial de 2008, centenas de expatriados brasileiros fizeram o caminho de volta para casa atrás das oportunidades típicas de um mercado emergente. O brasiliense Júlio Vasconcellos, um dos fundadores do site de compras coletivas Peixe Urbano, um dos maiores do país, era parte desse grupo.

No início do ano passado, após um período de dez anos nos Estados Unidos, durante o qual concluiu a graduação em marketing e finanças na Universidade da Pensilvânia, fez um MBA em Stanford e trabalhou em duas startups de tecnologia do Vale do Silício, Vasconcellos decidiu que era hora de regressar.

“Queria criar algo relacionado à internet e não havia melhor lugar para isso naquele momento”, diz. Na época, os sites de compras coletivas, que viraram febre nos Estados Unidos, eram uma novidade no Brasil. Havia um mercado a ser construído. Com dois sócios, Vasconcellos anunciou, em março de 2010, a primeira oferta do Peixe Urbano.

O resultado chegou na velocidade da rede. No primeiro ano de operação, o site vendeu 8 milhões de cupons e faturou estimados 120 milhões de reais. Júlio Vasconcellos fez fortuna aos 30 anos de idade.

Fonte: Exame, Especial 1000, 21/09/2011

Versão impressa

Versão impressa