Ilson Bressan, VP de vendas do Peixe Urbano, fala ao Diário do Turismo

​​Redação do DIÁRIO – em 23 de março de 2017

As plataformas de e-commerce cresceram muito no Brasil. Desde setembro de 2015 mais de 50% de participação de vendas feitas no Peixe Urbano foram realizadas pelo celular (Aplicativos e Site Móvel). Em 2016 alcançou novo recorde: 67% de vendas feitas por esse canal.

O DIÁRIO conversou com o Vice-presidente de Vendas do Peixe Urbano, Ilson Bressan. ​​”Entendemos que o Peixe Urbano pode ajudar muito no desenvolvimento do mercado online de Turismo. Respeitamos todos os players online e offline da categoria e entendemos que o que mais importa é a prestação de serviços de qualidade aos consumidores“, afirmou o executivo, que é administrador com especialização em Comércio Exterior e MBA em Marketing pela ESPM.

Na lista de novidades, Bressan antecipou que irá focar especialmente em uma plataforma de integração entre as vendas online no site do Peixe Urbano e os sistemas de reservas dos hotéis e pousadas.

Acompanhe:

DIÁRIO – Posicione o Peixe Urbano no mercado digital atualmente.

Ilson Bressan – Hoje o Peixe Urbano é a maior plataforma de e-commerce local do Brasil. Desde setembro de 2015 mais de 50% de participação de vendas feitas pelo celular (Aplicativos e Site Móvel) e em 2016 alcançou novo recorde: 67% de vendas feitas por esse canal. Em 2014, o modelo de compras coletivas foi substituído e hoje não há mais limite de compras para ativação da oferta; o usuário pode comprar o cupom e usar imediatamente. O foco do Peixe Urbano é oferecer a melhor experiência em gastronomia, turismo e serviços para seus ​​usuários.

DIÁRIO – A empresa cresceu nos últimos anos? Quanto percentualmente?

Ilson Bressan – ​O Peixe Urbano quase triplicou o volume de vendas quando comparamos com 2014. Os anos de 2015 e 2016 foram de intenso crescimento – na contramão do mercado – e mantendo o objetivo de inserir mais comerciantes das categorias foco dentro do mercado O2O, onde o usuário compra online, mas a experiência é off-line. Com essa estratégia de ser um canal de vendas online para os comerciantes e tendo como tecnologia central a geolocalização, o Peixe Urbano conquistou muitos novos estabelecimentos e usuários neste período. A base de usuários do Peixe Urbano supera hoje a marca de 27 milhões. A categoria de Turismo foi destaque em 2016 com um crescimento de 65%, a maior taxa de crescimento entre as categorias foco do Peixe Urbano.

DIÁRIO – Alguma novidade a ser apresentada/lançada em 2017?

Ilson Bressan – ​Os investimentos na categoria de Turismo continuam fortes, diante das grandes oportunidades de crescimento que o mercado apresenta. Focaremos especialmente na plataforma de integração entre as vendas online no site do Peixe Urbano e os sistemas de reservas dos Hotéis e pousadas, além de dedicarmos atenção a subcategorias com pouca presença online.

DIÁRIO – Como tem lidado com a concorrência?

Ilson Bressan – ​​Entendemos que o Peixe Urbano pode ajudar muito no desenvolvimento do mercado online de Turismo. Respeitamos todos os players online e offline da categoria e entendemos que o que mais importa é a prestação de serviços de qualidade aos consumidores. Temos focado nosso esforço na melhoria da experiência de compra e consumo junto à nossa base de usuários e parceiros para alavancar nosso crescimento.

DIÁRIO – Onde estão os escritórios da empresa?

Ilson Bressan – Desde fevereiro, a sede do Peixe Urbano está estabelecida em Florianópolis, Santa Catarina. A empresa que é natural do Rio de Janeiro e possui mais três escritórios – São Paulo, Itajubá/MG e Montevidéu/URU – e decidiu ampliar a sua atuação nacional e investir na capital de Santa Catarina, um dos Estados que mais atuam em ciência, tecnologia e inovação. O escritório do Rio de Janeiro será mantido e servirá de base para o time comercial regional e ​​outras equipes.