Sites e aplicativos ajudam a economizar e realizar viagens mesmo na crise (Diário do Nordeste/CE)

por Carol Kossling

A economia chega entre 30% e 50% nas ofertas de turismo, mas cada destino tem sua negociação específica

1
Mesmo tendo que fazer as contas do mês na ponta do lápis, os brasileiros continuam com o sonho de viajar sempre que podem. E para realizar seus desejos muitos estão recorrendo aos sites e aplicativos especializados em viagens, hotéis, aluguéis de casas, apartamentos e carros, ou mesmo sites de promoções em geral.

 

2

De acordo com o estudo mensal Sondagem do Consumidor, realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) para o Ministério do Turismo, independentemente da recessão, o percentual de indicações positivas quanto ao desejo de viajar nos próximos seis meses saltou de 20,6%, em agosto de 2015, para 21,4% no mesmo mês de 2016.

É o caso do relações-públicas e produtor de eventos, Daniel Camargo, 35, que reside em São Paulo e pretende passar o Réveillon em Fortaleza e já iniciou as buscas no site Airbnb, que disponibiliza acomodações em residências de vários países. “Procuro lugares com o custo benefício justo para um grupo de amigos, pois os valores de hotéis e passagens estão abusivos durante as festas de fim de ano”, relata.

Para Camargo, a facilidade de encontrar todas as empresas reunidas em um único lugar e fazer as comparações entre elas são as vantagens deste tipo de serviço online. Os que mais utiliza são o Decolar.com, o Airbnb e o Trivago e já chegou a economizar até 70% do valor de uma viagem se comprasse por outros meios.

Experiência internacional

Outro adepto a este recurso é o advogado Vitor Ramalho, 34, que tem o hábito de usar o Airbnb em viagens saindo de Fortaleza  para o Rio de Janeiro e Natal. Recentemente fez um passeio com a noiva Ana Caroline a Veneza, na Itália. “A economia é grande, pois além do conforto ser maior que em hotéis, pois você geralmente se sente em casa (nos locais que aluga), o valor da diária é uns 50% mais barato”, declara. Ramalho ainda destaca como a principal vantagem conhecer pessoas de outros lugares, especialmente de novos países.

A próxima empreitada será a lua de mel do casal em dezembro. “Provavelmente iremos alugar um apartamento ou uma casa inteira pelo Airbnb, mas o destino ainda é uma surpresa pra ela”, brinca. O advogado conheceu o site em 2014, pois se cadastrou para receber turistas durante a Copa do Mundo. Recebeu um sul-africano, que tornou-se seu amigo, dois norte-americanos e um casal de japoneses. “Sempre gostei de conhecer gente e o site, mais do que ganhar dinheiro, funcionou como uma forma legal de conhecer pessoas de outros países”, destaca.

Movimentação no setor

Para o VP comercial do Peixe Urbano, Ilson Bressan, a plataforma do e-commerce auxilia as duas pontas da equação, o usuário que precisa encaixar a viagem no seu bolso e quer barganhar por um bom desconto, e o empreendimento que necessita aumentar seu fluxo de vendas. “A economia chega entre 30% e 50% nas ofertas de turismo, mas cada destino tem sua negociação específica”, alerta.

Com o aumento de interessados em viajar nas férias e festas de fim de ano, as promoções no setor de turismo aumentam cerca de 30% no site a partir de setembro e outubro. “No Peixe Urbano sempre vai ter um bom destino, com um bom produto que se encaixe no orçamento de quem deseja viajar”, afirma Bressan.

Viagens Terrestres

No ClickBus é possível pesquisar preços para mais de 4.600 destinos do Brasil de 80 empresas diferentes de ônibus e parcelar em 12 vezes. Segundo o co-CEO da ClickBus, Cesário Martins, é importante ter a opção de comparar preços para escolher a que mais cabe no bolso do consumidor.

Entre os benefícios apontados por Martins para quem opta por viajar de ônibus e compra pelo site está o longo parcelamento. “Desta forma o usuário pode planejar outros gastos ao mesmo tempo em que paga pelo bilhete”, diz. Tem ainda a economia do traslado, pois na maioria das cidades as rodoviárias são localizadas mais próximas ao centro quando comparado aos aeroportos. Outra vantagem atual é que dependendo do ônibus as poltronas são confortáveis e reclináveis, tem WiFi e serviço de bordo.

Grande economia

O co-CEO destaca que a viagem de ônibus é mais barata do que em outros modais, como por exemplo, o avião. Numa pesquisa feita pela ClickBus na última sexta-feira (7) uma passagem de ônibus de Fortaleza para o Recife no feriado do Natal, ida dia 23 e retorno 26 de dezembro, sai por menos de R$ 185 indo e voltando de ônibus. Já o ticket do voo da mesma viagem custa pelo menos R$ 500.

Conforme a aproximação da data, a passagem de avião tende a ficar mais cara, enquanto a de ônibus não sofre nenhuma alteração, já que o preço é regulado e não sofre modificação por conta de sazonalidade. “O que se configura em uma grande vantagem ainda mais para os que se planejam com pouca antecedência”, alerta. Atualmente, os destinos mais procurados no site a partir de Fortaleza são para Sobral (CE), Recife (PE), Teresina (PI), Juazeiro do Norte (CE) e Natal (RN).

Fonte: Diário do Nordeste, 09/10/2016