A evolução do Peixe Urbano e do setor de comércio eletrônico local

As Compras Coletivas, introduzidas no Brasil pelo Peixe Urbano em 2010, abrem espaço para um conceito muito mais amplo, que é o e-commerce local

2010 2011

2010                                                                                                                    2011

2012 2013

2012                                                                                                   2013

Rio de Janeiro, outubro 2013 – Desde seu lançamento em março de 2010, o Peixe Urbano vem evoluindo de forma rápida e constante, revolucionando o comércio eletrônico para serviços locais. Pioneiro em Compras Coletivas na América Latina, o site hoje já não usa mais este conceito, que dependia de um número mínimo de compradores para ativar determinada oferta. Ao longo do tempo, o Peixe Urbano implementou ajustes importantes em seu modelo de negócios, em seu produto e em sua estrutura, porém mantendo sempre a mesma missão: ajudar as pessoas a explorarem o que há de melhor em cada cidade.

Ao comparar o site atual com o site de 2010, de 2011 e de 2012, pode-se perceber a evolução da empresa, e também do setor como um todo. Durante este período, foram feitos inúmeros ajustes, muitos deles pequenos porém frequentes, com base em pesquisas de mercado, análise de tendências e principalmente testes contínuos.

Em 2010, o modelo utilizado era o que veio a ser chamado de Compras Coletivas. O Peixe Urbano divulgava todos os dias uma oferta dos melhores produtos, serviços e atividades de cada cidade. A oferta ficava disponível para compra por um curto período, de 24 a 72 horas, e contava com um desconto agressivo, de 50% a 99%. Após o término da promoção, se o número mínimo de interessados tivesse sido alcançado, todas as compras eram efetivadas e os compradores recebiam seus cupons por e-mail, dando direito ao produto ou serviço adquirido, geralmente a partir do dia seguinte e com validade de cerca de 6 meses.

O que mudou de lá pra cá? Bastante coisa, entre elas:

  1. Hoje não há apenas uma oferta por dia por cidade. O número e a variedade de ofertas continuam crescendo para que cada usuário possa sempre encontrar uma oferta que combine com o que está querendo no momento.
  2. As ofertas ficam disponíveis por mais tempo – as vezes até algumas semanas – dando assim mais oportunidade para todos comprarem, sem que seja uma compra impulsiva.
  3. O cupom, que antes era enviado por e-mail, agora consta também na conta do usuário e é acessível tanto pelo site quanto pelo aplicativo mobile do Peixe Urbano, diminuindo a necessidade de imprimir e arquivar folhas de papel.
  4. Com o maior número de ofertas, o Peixe Urbano investiu em melhorias na navegação do site, criando categorias (como Comer & Beber, Entretenimento, Viagens, Produtos, entre outras) e uma ferramenta de busca para ajudar o usuário a encontrar o que procura.
  5. O número mínimo de compradores para ativar cada promoção – uma das principais características das “Compras Coletivas” – já não existe mais no Peixe Urbano desde o início de 2012. O propósito foi simplificar a experiência do usuário, já que o número mínimo era batido em quase todas as ocasiões.
  6. Por outro lado, o número máximo de cupons por oferta, que no início não existia, hoje é calculado com rigor para evitar que um estabelecimento conquiste mais clientes por oferta do que ele tem capacidade para atender.
  7. Qualidade se tornou prioridade sobre quantidade, tanto que o desconto mínimo, que antes era de 50%, já não é mais requisito essencial como é a garantia de qualidade do serviço sendo divulgado.
  8. E por fim, a última grande novidade, foi a introdução do “Use Agora”. Hoje, já existem diversas ofertas no site que permitem o uso imediato do cupom logo após a compra, mais uma vez simplificando e melhorando a experiência do consumidor.

Quais são as perspectivas daqui pra frente?

A ideia é criar um verdadeiro “shopping de ofertas”, convidando o usuário a navegar pelas opções, encontrando sempre uma oferta atrativa para conhecer algum lugar ou algum novo serviço. Além do foco em aumentar a qualidade, quantidade e variedade de ofertas “na prateleira”, especialmente as ofertas com a funcionalidade de Use Agora, o Peixe Urbano também pretende continuar investindo em melhorar seu aplicativo mobile e em aprimorar o uso da tecnologia de geolocalização. O objetivo é o mesmo de sempre – ajudar as pessoas a explorarem o que há de melhor em cada cidade – dentro do âmbito do comércio eletrônico local, um conceito muito mais abrangente do que o modelo das compras coletivas utilizado no início da empresa.

“Quando o usuário pensa em sair de casa para comer uma pizza com os amigos no bairro de Ipanema no Rio de Janeiro, por exemplo, queremos que ele entre no Peixe Urbano e encontre facilmente uma ótima oferta para usar naquele mesmo dia com seus amigos. Melhor ainda se ele puder fazer a busca e a compra pelo celular e ir direto ao estabelecimento”, diz Julio Vasconcellos, Co-Fundador e CEO do Peixe Urbano.

Até hoje, o Peixe Urbano já divulgou mais de 70 mil ofertas, que juntas geraram uma economia de mais de R$2 bilhões aos mais de 20 milhões de usuários do site. “Esperamos fechar este ano com taxas de crescimento acima da média do e-commerce e estamos bastante otimistas com as perspectivas para 2014”, complementa Vasconcellos. Segundo ele, “o cenário do e-commerce local no Brasil ainda é muito jovem e deve continuar evoluindo rapidamente, trazendo cada vez mais qualidade, melhores preços e maior conveniência para os consumidores, além de muita oportunidade para as empresas que souberem aproveitar”.

###

Sobre o Peixe Urbano     

O Peixe Urbano é a primeira e maior empresa brasileira de comércio eletrônico local. O site ajuda seus mais de 20 milhões de usuários a explorarem o que há de melhor em cada cidade, auxiliando as empresas locais a desenvolverem os seus negócios. Fundado no Brasil no início de 2010 por três amigos – Julio Vasconcellos, Emerson Andrade e Alex Tabor, o Peixe Urbano hoje conta também com a sociedade do empresário e apresentador de TV Luciano Huck e com o investimento de seis grandes fundos. Em janeiro de 2012, foi eleito a “Melhor Startup Internacional do Ano” pelo Crunchies Awards, principal premiação dos Estados Unidos para startups da área de Internet e tecnologia.

MAIS INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA logo nr
NR-7 Comunicação
www.nr-7comunicacao.com.br / www.twitter.com/NR7com

Nelson Rodrigues (nelson@nr-7comunicacao.com.br)
Marcelo Volpato (marcelo@nr-7comunicacao.com.br)
Polyana Ferrari (polyana@nr-7comunicacao.com.br)
Patricia Hidaka (patricia@nr-7comunicacao.com.br)
Marcela Villa (marcela@nr-7comunicacao.com.br)
Tel: (11) 2337-2953 / 2337-2943